Mandem Garotinho para o espaço

garotinho.jpg

      As pressões em torno da greve de fome do ex-governador do Rio de Janeiro e agora (parece) ex-pré-candidato do PMDB à Presidência da República, Anthony Garotinho, são muitas.

     Primeiro, o médico particular da família afirma, dia após dia, que Garotinho está mal, que só resiste mais alguns dias, que está tendo taquicardia e alteração de pressão, mas o pretenso “mártir sem causa” continua sua trajetória rumo ao “não sei o quê”.

     Aliás, dizer que Garotinho é um mártir sem causa é injusto. Ele tem causas sim, e que têm dado certo. Já notaram que ninguém fala mais das investigações sobre o repasse de recursos do governo do Rio, sem licitação, para empresas fantasmas de aliados do figurão carioca? Pois é, ninguém fala mais nisso, só se quer saber se o Garotinho desistiu ou não da greve de fome.

     Em outro artigo, defendi que deixássemos esse assunto de lado, que rapidamente o espetáculo terminaria com o apagar das luzes. Mas talvez isso seja exigir demais da imprensa brasileira, à qual dou minha mão à palmatória, visto que cá estou eu novamente mexendo nesse angú.

     Mas pelo menos a gente podia falar de uma coisa sem descartar a outra. Onde estão os acusados de favorecimento no desvio de verbas? Quem está investigando? Em que pé estão as investigações? Quais os avanços nesse caso? O que mais foi descoberto? Nada? Realmente ele conseguiu desviar a atenção.

     Voltando às pressões, um grupo de parlamentares fiéis a Garotinho estaria pressionando o presidente do PMDB, o deputado Michel Temer, a acompanhar o grupo de peemedebistas até o Rio de Janeiro. Eles querem que o presidente da legenda intervenha e convença Garotinho a desistir da greve de fome.

     O problema é que Temer teme que a visita queime o seu filme e o do partido. É que qualquer aproximação pode soar como apoio. Em véspera de eleição, qualquer julgamento de valor por parte da opinião pública pode ameaçar o futuro político do candidato, pelo menos até a próxima curva do trem eleitoral. Se queimar agora pode significar ficar parado na próxima estação até o próximo trem chegar.

     Agora também quem não quer se queimar é o síndico do prédio onde fica a sala em que Garotinho armou sua tenda. O condomínio não quer ser mais o picadeiro para as mágicas, acrobacias e malabarismos do Garotinho e sua trupe.

     Além de expulsar o circo do prédio, a ação movida pelo condomínio quer que Garotinho pague multa pelos transtornos causados. Segundo o síndico do Edifício Piauí, localizado no centro da cidade, desde o início, há nove dias, o espetáculo já foi visto por cerca de 1.500 espectadores. Recorde de público. Só que o excesso de visitas acabou queimando o elevador, na última sexta-feira. Além disso, militantes arrombaram o cadeado que trancava o prédio. Típico comportamento de fãs histéricos que não querem deixar de cultuar o seu ídolo. Mas se ele for despejado, onde Garotinho continuará sua heróica greve de fome?

     Analisando as várias alternativas possíveis (Cristo Redentor – não, ele é evangélico e não gosta de imagem; embaixo da ponte – não, os mendigos já fazem greve de fome por lá; na praia – não, as garotas de Ipanema poderiam chamar mais atenção que ele), eis que surge uma idéia brilhante.

     Resistindo a tantas pressões para abandonar o seu “espetáculo do emagrecimento” (já foram mais de 5Kg em nove dias), Garotinho estaria pronto para uma nova empreitada: Ir para o espaço.

     Sim, ir para o espaço seria mais uma grande oportunidade de chamar atenção e de ter um palanque privilegiado para fazer seus discursos inflamados contra a mídia demoníaca e a favor do impeachment do presidente. Lá ele poderia plantar, em vez de feijões, as abobrinhas que fala, além, é claro, de se tornar mais um herói nacional.

     Mas ele não deveria passar apenas uma semana, como fez o astronauta Marcos Pontes. Ele deveria ficar por lá por muitos e muitos anos. Quem sabe até ele não conseguiria uma vaguinha para ser candidato a presidente da estação espacial? Então, vamos todos nos mobilizar. Garotinho para o espaço já!

Alexandre Santos
Artigo publicado no dia 09/05/2006 no site Portal Católico
www.portalcatólico.org.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: